Como superar o desafio de manter a academia sempre cheia? Vivemos em uma época em que buscamos resultados rápidos: temos muitas coisas disputando nossa atenção ao mesmo tempo, trabalhamos bastante e também mudamos de ideias e projetos rapidamente. Com a atividade física não é diferente.

Apesar do acesso a diversas modalidades de atividades físicas estar muito mais fácil, nem sempre os alunos comprometem-se com a academia o ano todo, principalmente quando chega o inverno ou quando passa aquela motivação inicial.

Por isso, manter um fluxo constante de clientes em uma academia o ano todo é um desafio que, para ser superado, necessita de atenção e dedicação.

Veja a seguir, 6 dicas para manter a academia sempre cheia:

1. Posicionamento

Este é a base principal de todo negócio. Seu posicionamento é a maneira como você se mostra para o mercado e seus clientes, e é o que norteará todas as suas estratégias. Um posicionamento consistente e bem trabalhado torna-se o principal diferencial no mercado, e o motivo pelo qual seus clientes preferem você do que o concorrente.

Um bom posicionamento, torna sua concorrência totalmente irrelevante para o seu público. Pouco importa se eles cobram mais barato ou fazem promoções malucas.

E por falar nisso, dificilmente ele conseguirá copiá-lo nesse sentido, portanto,  é importante se questionar: o que o seu público responderia se alguém perguntasse sobre a sua marca?

2. Estabelecimento do público-alvo

Depois do posicionamento bem definido, saber quem você quer atingir é o segundo passo. Você precisa ter em mente qual é o nível social que ele se encaixa, qual é a faixa etária, quais são seus hábitos e principalmente quais são suas necessidades.

As pesquisas de mercado vão te ajudar a entender quem são eles e o que buscam, determinando a maneira qual será o tom da comunicação da academia, quais serviços serão oferecidos, qual é a melhor localização, quais serão as ações promocionais e o grau de fidelização.

3. Entrega do serviço adequado

Após definir o público-alvo, fica muito mais fácil pensar em quais serviços oferecer, na disponibilidade de horário para cada tipo de serviço e as estratégias para equilibrar o fluxo de pessoas.

Por exemplo: imagine que seu público-alvo seja principalmente composto de pessoas adultas que trabalham em média 8 horas em horário comercial e identificam-se com atividades físicas em grupo. Uma boa ideia seria disponibilizar essas atividades em horários estratégicos, como no final do dia ou então no começo da manhã, para que as pessoas consigam encaixar o exercício físico em suas agendas.

Além disso, você deve ficar sem atento às tendências do mercado e adaptar seus serviços como uma forma de atrair novos clientes e ter um diferencial competitivo. Um exemplo são as práticas orientais que muitas academias têm adotado como a prática de Yoga, que é muito indicada para tratar problemas de ansiedade e depressão.

4. Motivação e treinamento da equipe

Além de ter uma equipe qualificada e comprometida, é muito importante que ela esteja motivada e que saiba transmitir esse sentimento para os clientes.

Os gestores devem, portanto, desenvolver sua inteligência emocional, conhecer seus colaboradores, capacitá-los, ouvi-los e incentivar o espírito de equipe. Os fatores corporativos, como produtividade, lucro, prazos e metas, estão diretamente relacionados aos fatores comportamentais dos seus funcionários, portanto, é crucial valorizá-los.

Invista constantemente em treinamentos que contribuem para que toda a equipe esteja alinhada com o propósito da academia; mostre as vantagens de permanecer na sua empresa, indicando oportunidades de crescimento para o desenvolvimento de novas funções, dentre outras estratégias.

A gamificação também é uma ótima opção para manter um clima de competição e cooperação saudável entre a equipe, incentivando-os a “vestir a camisa” para assim obter recompensas ou aprender novas atividades.

5. Atendimento a clientes

Ter um bom atendimento é requisito básico, porém, ainda dá para trabalhar o Over delivery, que significa entregar uma experiência de valor, ir além do simples atendimento.

E isso só ressalta ainda mais a importância de saber quem é o seu público, pois assim você entende o que ele busca e cria ações para mantê-lo engajado e agregar valor ao seu serviço, como por exemplo, entregando a primeira avaliação física ou até mesmo uma aula coletiva com acesso livre por determinados dias.

Incentivar o relacionamento dos colaboradores com os alunos e promover um atendimento personalizado de acordo com o objetivo de cada aluno também é indispensável. Elogios sinceros, conversas amigáveis e motivação na prática dos exercícios são alguns exemplos de como esse relacionamento pode acontecer.

Os funcionários devem, no entanto, entender que a motivação exagerada nem sempre é o que alguns alunos desejam. Por isso, respeite o ritmo de cada um e trabalhe sempre de acordo com as necessidades dele.

6. Relacionamento entre clientes e socialização

Os clientes começam a frequentar a academia para atingir um objetivo pessoal, como melhorar o condicionamento físico, mudar o aspecto corporal, etc. A motivação e o ânimo inicial, no entanto, podem acabar rapidamente.

Mas um fato que pode estimulá-los é a companhia dos colegas e o fator social que eles encontram na academia. Ao promover aulas coletivas, por exemplo, os alunos têm oportunidade de fazer novas amizades e conhecer outras pessoas.

Vale a ressalva de que o professor tem papel crucial na rotina do aluno, uma vez que ele é um dos principais fatores de fidelização na sua academia, então, independente da modalidade, seja musculação ou aula coletiva, o professor é a ponte para o bom relacionamento.

7. Promoção de eventos e sazonalidade

O gestor deve saber trabalhar as sazonalidades naturais que ocorrem durante o ano.

Por exemplo, o verão é considerado alta temporada na academia, e o inverno é baixa temporada. Dessa maneira, uma opção é criar promoções e planos no verão, com os vencimentos programados para a baixa temporada. Descontos também podem ser oferecidos nas épocas menos frequentadas para incentivar alunos novos e antigos.

Confira o e-book gratuito “Calendário Anual com 32 ideias de Marketing para Academias e Negócios Fitness”, clique aqui.

Contudo, não é apenas o clima que define altas e baixas temporadas. Fatores regionais, culturais e acadêmicos (se o público-alvo é majoritariamente composto de universitários, por exemplo) também definem esses períodos.

Além de ficar atento a todas essas questões ao gerenciar uma academia, é importante registrar e acompanhar as estratégias com indicativos concretos, para manter as ações que deram certo e corrigir as outras que não deram resultados, promovendo assim uma melhoria constante. Uma boa maneira de organizar tudo isso é utilizar um software de gestão de academia para garantir esse acompanhamento, como o sistema para academias Pacto.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco. E continue acessando nosso blog para saber mais sobre soluções para gestão de academias.

Ingridy Scartezzinni
Autor

Publicitária pela PUC-GO (Pontifícia Universidade Católica de Goiás) e Copywriter na empresa Pacto Soluções.


Deixe sua opinião e enriqueça o debate!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.