As academias agora precisam adotar várias medidas de segurança para a nova reabertura e uma das formas de manter o controle de acesso na ativa é através do Reconhecimento Facial para academias, sendo esta uma alternativa ideal para evitar ao máximo o contato dos alunos com superfícies que contém bactérias, no caso, o leitor biométrico, cuja limpeza não é recomendável pois diminui a vida útil do equipamento.

A superioridade do Reconhecimento Facial é provado sob as tecnologias convencionais, como digitação de senha, cartões de código de barras, entre outras opções de controle de acesso extremamente vulneráveis. Um cartão ou código de acesso, por exemplo, pode ser facilmente compartilhado com outro usuário, deixando seu negócio exposto a situações de fraude.

Já a biometria através da digital, que tem sido a escolha mais segura e popular para gestão de acesso em academias, pode falhar em alguns momentos. O exemplo mais comum é a dificuldade de reconhecimento da digital de idosos e crianças, e também de indivíduos que com frequência lidam com produtos de limpeza. Com isto, a catraca trava, gerando insatisfação no aluno.

Como funciona o reconhecimento facial na academia?

No geral, o reconhecimento facial é baseado na capacidade de identificação dos elementos e traços do rosto. Entre esses elementos, são analisados detalhes como distância entre os olhos, largura do nariz, profundidade das órbitas oculares, formato das maçãs do rosto e a linha do maxilar.

A melhor leitura do reconhecimento facial vai depender da habilidade do sistema usado de mapear esses elementos e com maior riqueza de detalhes.

Para a tecnologia funcionar, basta uma webcam de boa resolução, não necessitando de equipamentos caros e licenças específicas.

A partir disto, é só tirar uma foto do aluno e pronto!  O software processa as características faciais e o rosto é codificado em uma sequência digital, capaz de reconhecer cada face em milissegundos.

Leia mais:
Pacto libera Reconhecimento Facial por 6 meses para clientes durante a pandemia
Manual de boas práticas para a reabertura de academias

Boas práticas do Reconhecimento Facial

Separamos algumas dicas essenciais para você otimizar o uso do reconhecimento facial em sua academia e minimizar possíveis falhas no acesso. Olha só:

  1.  O reconhecimento facial é baseado na qualidade do cadastro da face, portanto, é importante fazer o cadastro de maneira correta, pegando apenas o rosto da pessoa, não capture objetos no cadastro da face;
  2.  Vários fatores podem influenciar no processo de reconhecimento, tais como expressões faciais, bonés, barba e variação em iluminação, etc;
  3. A variação de iluminação no processo de reconhecimento facial pode resultar o não reconhecimento. Sendo assim, é necessário que a iluminação seja ambiente e que a câmera não esteja contra luz;
  4.  O cenário ideal é o rosto detectado a um metro da câmera sendo reconhecido em menos de um segundo após essa distância;
  5. Em recepções menores a câmera pode ser instalada no balcão ou monitor paralelos  à catraca de maneira que o aluno se posicione virado para recepção;
  6. É recomendável que a câmera não esteja contra espelho;
  7. Altura ideal para instalação de câmera é de 1,80 metros do chão.


DICA: de acordo com alguns testes realizados pela Pacto, os melhores resultados no reconhecimento foram quando a câmera capturava o rosto de cima para baixo quebrando a claridade.

Qual a eficiência de leitura de rostos e assertividade do reconhecimento facial?

Em testes internos o software nos apresentou 97% de eficácia em uma amostragem de 100 pessoas. Ele está preparado para identificação precisa, independentemente do corte de cabelo ou barba, além disso, mantém uma memória de rostos recorrentes que aumenta a velocidade de liberação.

O reconhecimento facial substitui o leitor biométrico?

Fica a seu critério. As tecnologias podem ser utilizadas em conjunto ou separadamente. Caso deseje utilizar apenas o Reconhecimento Facial é necessário um teclado para digitação de senha. Chamamos isto de redundância ou backup, mas não é obrigatório.

O reconhecimento facial substitui a catraca?

Também fica a seu critério. O ideal é que trabalhe em conjunto, garantindo a segurança no acesso dos seus alunos e evitando também fraudes por falta de pagamento. O módulo trabalha em conjunto com a catraca e libera de forma muito rápida o acesso ao aluno.

O que eu preciso para o funcionamento do Reconhecimento Facial?

Pode ser utilizado o mesmo computador da catraca. Sugerimos a seguinte configuração mínima:
• Computador com processador i5
• 8 GB de memória RAM
• Placa de Video

Você precisará de uma câmera (webcam) com resolução para captura de imagens em HD. O recomendado é HD 720p acima ou FULL HD 1080p.

Quero ativar, como proceder?

Basta clicar aqui, enviar a mensagem no WhatsApp e aguardar nosso time responder com as informações sobre a liberação e uso.

⚠️Atenção:
Após clicar no link de envio da mensagem no WhatsApp tenha certeza que confirmou o envio e a mensagem foi iniciada com um de nossos consultores.

Ingridy Scartezzinni
Autor

Publicitária pela PUC-GO (Pontifícia Universidade Católica de Goiás) e Copywriter na empresa Pacto Soluções.


Deixe sua opinião e enriqueça o debate!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.